Mercado de fertilizantes de algas chegará a US$ 17,1 milhões

Espera-se que o mercado mundial de fertilizantes de algas chegue a US$ 17,1 milhões até 2025, segundo informou o portal AgroPages.com. Isso porque o mercado é beneficiado com a proibição de vários fertilizantes químicos em países como Estados Unidos, Alemanha, França e Reino Unido, em grande parte, devido à desconfiança sobre o possível impacto dos fertilizantes químicos sobre a saúde humana e o meio ambiente.

O extrato de algas marinhas é uma importante fonte de nutrientes essenciais para o crescimento das plantas e está disponível tanto em pó quanto em líquido. É uma alternativa econômica para fertilizantes químicos e aumenta a eficácia do fertilizante quando aplicado com NPK (Nitrogênio, Fósforo e Potássio) e eles também são eficazes contra pragas, incluindo pulgões, aranha vermelha e lesmas.

Nos últimos dez anos, a Europa implementou regulamentações relacionadas à rotulagem orgânica e testemunhou um aumento no consumo de alimentos orgânicos. O crescimento da demanda por esse tipo de alimento também impulsionou a demanda por fertilizantes ecologicamente corretos. Como o adubo orgânico, aquele produzido a base de algas também testemunhou o crescimento da demanda na região.

Na América do Norte, as vendas de produtos orgânicos aumentaram significativamente desde 2004, sendo que os EUA e o Canadá testemunharam um aumento notável na demanda por alimentos orgânicos. O governo dos EUA está promovendo o uso de fertilizantes orgânicos, promulgando regulamentações de apoio e aumentando seus gastos para a incorporação como agroquímicos no setor agrícola doméstico.

Fonte: Agrolink